Segunda edição do Porto/Post/Doc

Há um ano atrás, o Porto/Post/Doc provou que era possível ter um festival de cinema com um público interessado e uma reputação internacional. Mais uma vez, em 2015 a nossa competição será uma marca identitária, com 12 filmes que desafiam as fronteiras entre ficção e documentário. Temos focos em três cineastas que transformaram o documentário: Lionel Rogosin, Thom Andersen e Chantal Akerman. Também para pensar o documentário, continuaremos o nosso Fórum do Real; para os mais novos há “Teenage”, conjunto de filmes sobre a adolescência. De 1 a 8 de dezembro os imaginários do mundo serão mostrados ao nosso público. Esperamos por vocês.

Porto/Post/Doc

Impressionante Grande Plano

A obra de Manoel de Oliveira impressiona. A retrospetiva integral que agora se apresenta, numa iniciativa do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal do Porto, co-organizada com a Fundação de Serralves e contando com a participação de outros agentes culturais da cidade, constitui uma oportunidade excecional para descobrir ou rever todos os filmes de Oliveira, por ordem cronológica, nos seus suportes originais e num percurso acompanhado por uma coletânea de textos – já publicados ou inéditos. Concentrando esta mostra intensiva no mês que antecede o aniversário do realizador a retrospetiva Manoel de Oliveira: Grande Plano celebra a memória do homem, a intransigência do artista e a vitalidade da obra.

Os que tiveram o privilégio de ser contemporâneos de Manoel de Oliveira terão agora também a oportunidade (e a responsabilidade) de conhecer toda a sua obra, que é de todos e que a todos diz ou dirá respeito.

António Preto (consultor da programação)