I was Anderssen Raúl Riebenbauer

Espanha, 2019, DOC., 15'

Legendagem: inglês

O meu pai ensinou-me a jogar xadrez um pouco antes de sair de casa para sempre. Eu era uma criança. Quarenta anos passaram, ele acaba de morrer, e eu decidi completar o ritual que começou no dia em que eu consegui ganhar-lhe.

Hiatus Vivian Ostrovsky

Brasil, 2018, DOC./EXP., 6’, M/12

Legendagem: inglês

A protagonista deste filme é a reclusa e introspetiva escritora ucraniana - brasileira Clarice Lispector (1920 - 1977). Baseia-se numa única entrevista de TV transmitida apenas após a sua morte. Porquê Clarice? Existem semelhanças entre os nossos antecedentes familiares no Brasil. Mas, principalmente, o que ela diz na entrevista corresponde a um sentimento de “dentro-do-entre” ou do que traduz o que sinto hoje.

The Place From Where I Write You Letters Nikolina Bogdanović

Croácia, 2018, DOC./EXP., M/12

Legendagem: inglês

Na década de 1950, a irmã da minha avó mudou-se para a Alemanha com o marido. As fotografias que ela enviava documentaram a sua nova vida no Ocidente.

Syncopation Sally Waterman

Reino Unido, 2018, EXP., 4’, M/12

Legendagem: inglês

O projeto Twenty (2017-18) serve como uma reflexão sobre o longo relacionamento do artista com o seu parceiro, à luz do seu tratamento para a insuficiência cardíaca. Syncopation (2017) é baseado no poema Home: A Structure on Trial do poeta polaco Rafał Gawin. Foi originalmente encomendado para o projeto Talking Transformations: Home on the Move, com curadoria da Dra. Manuela Perteghella e da Dra. Ricarda Vidal, que procuraram investigar o que significa “lar” tendo em conta, o Brexit e a migração da UE.

O poema assumiu uma ressonância autobiográfica, simbolizando a recuperação do seu parceiro, com a casa a representar um lugar de refúgio e segurança, ao mesmo tempo em que se tornou claustrofóbica - "O lar é uma teia de aranha". A cintilante luz do sol, refletida no chão e nas portas, é indicativa do seu batimento cardíaco irregular - "um eco fabuloso de falhas noturnas" ou uma "colisão de elementos". As correlações são traçadas entre a residência estrutural e a sua presença e ausência humanas - “O lar é um jogo de esconde-esconde” com “corpos que se escondem”.

Across the Andes Henrik Dahlbring

Suécia, 2019, ANIM:/DOC., 25’

Legendagem: inglês

Sete anos após o suicídio do pai, os irmãos Anna e Henrik Dahlbring encontram-se para falar sobre ele e o impacto que teve nas suas vidas.

Sessão Competitiva Memória e Arquivo

Sessão integrada no Family Film Project